Após invasão da Ucrânia, Slack adere às sanções e suspende contas na Rússia

Diversas organizações e empresa na Rússia estão bloqueadas em suas contas do Slack e ainda sem aviso prévio, de acordo com a Axios. O aplicativo de mensagens de propriedade da Salesforce começou a cortar usuários russos de sua plataforma por conta das sanções internacionais contra o país, assim como as políticas russas implementadas após a invasão da Ucrânia.

O Slack serve como a principal forma de comunicação interna das empresas e pode ser usado para compartilhar arquivos e hospedar dados dentro das companhias. Sendo assim, quem perdeu o acesso ao app também pode ter perdido a possibilidade de baixar seus dados.

Em um declaração no início deste mês, a Salesforce disse que está fechando os seus negócios na Rússia, tendo um número muito pequeno de clientes no país e que já havia começado a sair desses relacionamentos já ana semana anterior.

Slack
Slack

“O Slack é obrigado a tomar medidas para cumprir os regulamentos de sanções nos EUA e em outros países onde operamos, incluindo, em algumas circunstâncias, a suspensão de contas sem aviso prévio, conforme exigido por lei. Estamos em contato com os clientes afetados em relação ao impacto dessas ações em seu status de conta, quando permitido por lei”, informou a empresa através de um comunicado.

Por mais que o Slack não esteja excluindo os dados de clientes russos que foram suspensos, as organizações sancionadas também não terão acesso até que as sanções aplicadas sejam suspensas.

Fonte: Engadget

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Após invasão da Ucrânia, Slack adere às sanções e suspende contas na Rússia apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web