Astronautas da Nasa preparam Estação Espacial Internacional para receber novo painel solar

Nesta terça-feira (15), uma dupla de astronautas da Nasa cumpriu uma atividade extraveicular (EVA) de sete horas de duração na parte externa da Estação Espacial Internacional (ISS). Durante a caminhada espacial, eles deixaram o laboratório orbital pronto para a adição de um painel solar atualizado.

Estação Espacial Internacional (ISS) vai ganhar novos painéis em sua matriz solar, e astronautas da Nasa prepararam os alicerces para receber a nova estrutura. Imagem: Oleg Novitsky / Roscosmos via Twitter

Kayla Barron e Raja Chari, tripulantes da Expedição 66, fixaram suportes e ergueram alicerces na base de uma das oito matrizes originais de fornecimento de energia da estação espacial, preparando a área para a futura instalação de um ISS Roll-Out Solar Array (iROSA, sigla em inglês para algo do tipo “Matriz Solar Implantada na ISS”).

Eles realizaram o trabalho no canal S4 da asa solar 3A, onde implantaram a estrutura de suporte para a terceira das seis novas matrizes e a primeira a ser adicionada ao lado estibordo da treliça da espinha dorsal da estação espacial.

Painéis solares da Estação Espacial Internacional têm 15 anos de vida útil

Barron e Chari começaram a caminhada espacial às 9h12 (pelo horário de Brasília), enquanto trocavam seus trajes espaciais da unidade de mobilidade extraveicular (EMU) para energia de bateria interna.

Os dois saíram da câmara de ar do US Quest carregando as peças e ferramentas de que precisariam para o kit iROSA, antes de seguirem para o local de trabalho no lado direito do complexo em órbita.

Os suportes para um novo ISS Roll-Out Solar Array (iROSA) foram instalados no lado estibordo da ISS durante uma caminhada espacial nesta terça-feira (15). Imagem: NASA TV

Os painéis solares da estação espacial foram projetados com uma previsão de vida em órbita de 15 anos. Embora todos ainda estejam funcionando, eles começaram a mostrar sinais de produção de energia degradada. Os novos iROSAs são instalados de forma que se sobreponham parcialmente aos painéis originais.

Quando todos os seis iROSAs atualizados forem instalados, eles aumentarão a geração de energia da estação, elevando a potência total disponível do complexo de 160 quilowatts para até 215 quilowatts. De acordo com o site Space.com, a energia adicional é necessária para continuar as operações até 2030, além de apoiar o aumento das atividades comerciais a bordo da ISS.

Além de garantir que o laboratório orbital tenha a energia necessária, a adição dos iROSAs também está servindo como teste para que o Artemis Gateway da Nasa seja implantado em órbita ao redor da Lua. Os painéis planejados do Gateway serão mais longos e implantados remotamente, mas usarão a mesma tecnologia desenvolvida pela Redwire.

Kayla Barron e Raja Chari, tripulantes da Expedição 66, em caminhada espacial para realização de tarefas diversas, nesta terça-feira (15). Imagem: NASA TV

Leia mais:

Completando o trabalho de preparação para a instalação do iROSA mais de uma hora antes do cronograma planejado, Barron e Chari foram instruídos pelo Controle da Missão a amarrar o isolamento multicamada nas unidades de carga/descarga de bateria sobressalentes para apoiar suas substituições ou realocações robóticas.

Por razões semelhantes e com tempo para enfrentar mais tarefas de atualização, os dois astronautas também quebraram o torque e redefiniram os parafusos em várias unidades de substituição orbital (ORUs) armazenadas em uma plataforma externa no segmento de treliça S4. Para isso, os astronautas usaram uma furadeira elétrica chamada ferramenta de punho de pistola para soltar os parafusos que prendem as ORUs no lugar no palete.

Nasa programou outra caminhada especial para semana que vem

Barron e Chari encerraram a caminhada espacial inspecionando o Alpha Magnetic Spectrometer (AMS), um detector de raios cósmicos que passou por reparos durante uma série de atividades extraveiculares desafiadoras em 2019.

Após 6 horas e 54 minutos do início das atividades, Barron e Chari concluíram os trabalhos e se dirigiram de volta à câmara de ar do Quest.

Essa foi a segunda caminhada espacial do ano e a 247ª em apoio à montagem, manutenção e atualização da ISS desde 1998. Foi a estreia de Chari e a segunda vez de Barron, elevando seu tempo total de carreira em EVA para 13 horas e 26 minutos.

Outra caminhada espacial está programada para a próxima quarta-feira (23), para rotear mangueiras de refrigeração e cabos de energia e dados, bem como substituir uma câmera externa. A Nasa vai designar os astronautas para esta próxima EVA assim que forem avaliados os resultados das tarefas desta terça-feira.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Astronautas da Nasa preparam Estação Espacial Internacional para receber novo painel solar apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web