Áudio sobre mulheres ucranianas de deputado Arthur do Val causa revolta no meio político e redes sociais

Pré-candidato ao governo de São Paulo pelo Podemos, o deputado estadual Arthur do Val, também conhecido como Mamãe Falei, causou polêmica e revolta nas redes sociais, após o vazamento de áudios em que descreve as mulheres ucranianas como “fáceis, porque são pobres”.

Do Val viajou à zona de conflito na Ucrânia, junto com Renan Santos, do MBL (Movimento Brasil Livre), para apoiar na resistência do país contra a invasão russa.

Pelo Instagram, inclusive, publicou uma foto em que aparece sentado ao lado de dezenas de garrafas de vidro supostamente destinadas à produção de coquetéis molotov.

Crítico ao governo do presidente Jair Bolsonaro em relação à postura neutra no conflito, o MBL afirmou que arrecadou mais R$ 180 mil em uma live na segunda-feira (1) — o recurso, segundo os líderes do movimento, será usado para ajudar voluntários na Ucrânia.

Neste sábado, o deputado tentou esclarecer, ao ser questionado pela imprensa, a situação: “Não é isso o que eu penso (sobre as mulheres ucranianas). O que eu falei foi um erro, num momento de empolgação”.

“Fui para fazer uma coisa, mandei um áudio infeliz, e a impressão que passou é que fui fazer outra coisa.”, acrescentou.

View this post on Instagram

A post shared by Brasil Fede Covid 🇧🇷🦠 (@brasilfedecovid)

Impacto político

Do Val é apoiador do programa de governo do pré-candidato Sergio Moro, também do Podemos, à Presidência da República nas eleições de outubro. Pelas redes sociais o ex-juiz “lamentou profundamente e repudiou veementemente as graves declarações do deputado”.

Lamento profundamente e repudio veementemente as graves declarações do deputado Arthur do Val divulgadas pela imprensa. O tratamento dispensado às mulheres ucranianas refugiadas e às policiais do país é inaceitável em qualquer contexto. ➡

— Sergio Moro (@SF_Moro) March 4, 2022

Moro acrescentou que não dividirá “jamais” palanque com pessoas com a “opinião e comportamento” (como de Arthur do Val) e disse esperar que o Podemos (partido de ambos) “se manifeste brevemente diante da gravidade que a situação exige”.

Em comentário sobre o episódio, a XP Política aponta que o impacto é bastante limitado à campanha ao governo de São Paulo, dado o pouco tamanho que aparentemente tem a pré-candidatura de do Val, mas contribuiu para “atrapalhar ainda mais o começo de campanha de Sérgio Moro”.

Conforme a XP Política, Moro “não tem nada a ver com o que é atribuído a Arthur do Val (os áudios)”, mas fatalmente terá que se dissociar do MBL e da estrutura de redes sociais que estes lhe ofereciam, especialmente em São Paulo.

“É muito difícil para uma pré-candidatura ter de explicar em um intervalo de menos de 30 dias declarações de aliados à favor da liberdade de organização de um partido nazista no Brasil antes, e agora declarações de cunho sexista e ofensivo em meio à tragédia do imenso mar de refugiados que fogem da guerra entre Rússia e Ucrânia.”

Outro aliado de Moro, o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) criou polêmica no mês passado, durante participação em um podcast, quando a apresentador do programa defendeu a criação de um partido nazista no Brasil. Após o episódio, a Procuradoria-Geral da República abriu investigação contra ambos sobre apologia ao nazismo.

“Diante da minha falha, quero reafirmar que sou visceralmente contra o nazismo. Sou também defensor da causa judaica e do Estado de Israel”, disse Kataguiri. Sobre esse episódio, Moro afirmou que o deputado cometeu uma “gafe verbal” e um “erro brutal”.

Por fim, a XP Política destacou ainda que março, nem bem começou, e já podemos afirmar que o mês terminará como fevereiro: “existem e são viáveis de forma competitiva e consistente as candidaturas de Bolsonaro e Lula. As outras todas, com mais ou menos méritos, lutam neste momento para se viabilizar.”

Cassação

Segundo a Folha de S.Paulo, a Representação Central Ucraniana-Brasileira, que reúne organizações civis e religiosas que representam 600 mil brasileiros descendentes de ucranianos, pediu ao presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Carlão Pignatari (PSDB), a cassação do mandato de Arthur do Val.

“O deputado Arthur do Val revelou-se uma pessoa de índole perigosa para o exercício de funções públicas onde sempre há que se tratar com mulheres em situação de vulnerabilidade”, diz a entidade no documento.

Ainda segundo a Folha, deputados de partidos de esquerda e de direita da Assembleia de São Paulo estão protocolando representações no Conselho de Ética da Casa contra o membro do MBL.

A deputada estadual de São Paulo, Isa Penna (PSOL) se manifestou sobre o ocorrido e afirmou estar ingressando com uma representação jurídica contra o Arthur pedindo a sua cassação por quebra de decoro parlamentar.

ENVIO OFICIALIZADO!

Minha equipe jurídica já encaminhou pedido a @assembleiasp para iniciar um inquérito pela cassação do Mamãe Falei, por quebra de decoro. Este tipo de comportamento não é admissível com a casa e eu lutarei firmamente contra isso.

— Deputada Isa Penna (@isapenna) March 5, 2022

Mais repercussões

Ainda no meio político, o governador de São Paulo e pré-candidato ao Planalto, Joao Doria, escreveu que as falar foram repudiantes, inaceitáveis e vergonhosas.

Já a deputada estadual por São Paulo Janaina Paschoal (PSL) afirmou que não há “palavras para expressar a indignação com o desrespeito para com as mulheres ucranianas”.

“O tratamento a elas dispensado já seria inaceitável, pelos termos utilizados! Mas, diante da situação de vulnerabilidade, é revoltante! Triste!”, acrescentou Janaina.

Enquanto isso, o deputado estadual Gil Diniz (PL-SP) escreveu que, “neste momento”, a cassação é “o mínimo”, e que também está entrando com uma representação no conselho de ética da assembleia paulista.

Em áudio, Mamãe Falei diz que ucranianas “são fáceis, pois são pobres”

Pré-candidato do Podemos ao Palácio do Bandeirantes, aliado de Sergio Moro, Arthur do Val está na Ucrânia sob pretexto de ajudar refugiados.

Leia na coluna @igorgadelham https://t.co/XGBnY9dtPH pic.twitter.com/8TwJHFvPFp

— Metrópoles (@Metropoles) March 4, 2022

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender: send Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados. check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso. error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Áudio sobre mulheres ucranianas de deputado Arthur do Val causa revolta no meio político e redes sociais appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web