featured-image

Augusto Aras diz em homenagem ao Dia das Mulheres que elas têm ‘o prazer de escolher a cor das unhas e o sapato que vão usar’

O procurador-Geral da República, Augusto Aras, afirmou, em evento em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, que elas têm o prazer de escolher a cor das unhas e também o sapato que vão calçar. A fala ocorreu na terça-feira (8), durante seminário organizado pelo CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), com transmissão ao vivo pela internet.

“Este dia é um dia de homenagem à mãe. É um dia de homenagem às filhas. É um dia de homenagem à mulher. À mulher no seu sentido mais profundo, da sua individualidade, da sua intimidade, à mulher que tem o prazer de escolher a cor da unha que vai pintar, à mulher que tem o prazer de escolher o sapato que vai calçar”, disse Aras.

“Pouco importa que tipo de escolha ela faça, porque essas maravilhosas mulheres que integram as nossas vidas e as nossas instituições são tão dedicadas a todas as causas em que se envolvem que parece até que elas já estão num mundo quântico muito antes que a gente. Elas se ordenam”, completou o PGR.

No início de sua fala, Aras apontou números sobre a desigualdade entre homens e mulheres nos cargos públicos e chamou atenção para a necessidade de mudança desse quadro.

“Precisamos fazer com que as instituições públicas e privadas também possam estar pautadas internamente por uma constante busca pela igualdade de gêneros em seus trabalhos, na prestação de seus serviços. É urgente a adoção de medidas que garantam maior participação e, com isso, igualdade de gênero em nossa instituição”, disse.

Desde a Constituição Federal de 1988, 52 mulheres ocuparam o cargo de procuradoras-gerais contra 240 homens no mesmo cargo. Houve 105 mandatos de mulheres como corregedoras-gerais versus 363 mandatos de homens.

“Quero destacar ainda que atualmente o Conselho Nacional do Ministério Público não conta com uma representante mulher em sua composição”, frisou Aras.

Ele destacou iniciativas que o CNMP tem anunciado buscando a equidade de gênero no âmbito público, como a recomendação da participação de mais mulheres em cargos-chave e de liderança, e defendeu cotas para isso.

“Precisamos cuidar da mulher, seja enquanto mãe, que tem seus cuidados com a prole, seja também como indivíduo, que tem desejos e expectativas, seja como profissional, enfim, como cidadãs plenas de cidadania, inclusive para exercer os mais altos cargos da República”, disse o procurador.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender: send Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados. check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso. error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Augusto Aras diz em homenagem ao Dia das Mulheres que elas têm ‘o prazer de escolher a cor das unhas e o sapato que vão usar’ appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web