Bitcoin quase foi banido na União Europeia; entenda

Nesta segunda-feira (14), uma votação sobre regulamentação de criptomoedas quase proibiu o uso do Bitcoin em países do bloco europeu. Com resultado apertado, a maioria dos membros do comitê de assuntos econômicos do Parlamento da UE acabou rejeitando a medida.

O texto discutido hoje pelas autoridades tinha como objetivo original proibir o uso da principal moeda digital do mercado e usou como uma das justificativas o “uso intenso de energia” para todo o ecossistema do Bitcoin operar.

Ilustração sobre o debate do uso de energia em criptomoedas e o seu impacto ambiental.
Impacto ambiental foi citado como justificativa para proibir o Bitcoin nos países do bloco europeu. Imagem: Overearth/Shutterstock

A proposta também previa exigir que todos os ativos digitais e seus mecanismos de validação de transações cumprissem “padrões mínimos de sustentabilidade” a serem estabelecidos pela UE.

No fim, uma regulamentação alternativa e mais branda foi aprovada pelo comitê, exigindo que até 2025 as atividades de mineração de criptoativos se adaptem para contribuir no combate às mudanças climáticas. Após a votação, o texto aprovado segue para outra rodada de negociações na Comissão Europeia.

Leia mais:

Pressão contra criptomoedas na União Europeia

Por fim, as autoridades também afirmaram que o crescimento do mercado cripto pode gerar um gargalo na oferta de energia renovável à população, já que a tendência é que o setor também passe a utilizar fontes de energia verde no futuro.

Uma versão anterior do texto tinha como meta proibir não só o Bitcoin, como todas as criptomoedas na UE a partir de janeiro de 2025, algo que foi descartado após a forte reação negativa dos defensores dos criptoativos que residem em países membros do bloco.

Via: Infomoney

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Bitcoin quase foi banido na União Europeia; entenda apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web