Covid-19: quem deve continuar usando máscara de proteção?

Diversos lugares do Brasil estão liberando a obrigatoriedade do uso das máscaras de proteção contra a Covid-19 em ambientes abertos, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro. No entanto, cada cidade possui suas próprias regras e o conselho geral é que alguns grupos sigam utilizando o equipamento de proteção.

Apesar de grande parte da população estar vacinada contra o SARS-CoV-2 no país, outros tipos proteção são essenciais para alguns grupos que correm maior risco caso sejam infectados, entre esses métodos, está o uso de máscaras, distanciamento social e lavar frequentemente as mãos.

Leia também!

De acordo com especialistas, devem continuar seguindo uma proteção mais rígida as pessoas consideradas imunossuprimidas, idosos e crianças, pessoas com comorbidades, além de quem ainda não tomou a vacina contra a Covid-19.

É incluído nas comorbidades pessoas que tenham doenças prévias, como hipertensão, diabetes e doenças cardiovasculares. Mas vale ressaltar que, não necessariamente, essas sejam as pessoas imunossuprimidas, que possuem uma baixa imunidade.

Os imunossuprimidos são aqueles que possuem alguma doença que afeta o sistema imunológico, diminuindo sua capacidade de resposta, é o caso de portadores de câncer, HIV, transplantados e outros.

Covid-19: quem deve continuar usando máscara de proteção? Crédito: rafastockbr/Shutterstock

No Rio de Janeiro, por exemplo, apesar da liberação das máscaras, os imussuprimidos ainda são obrigados a utilizar o equipamento 100% do tempo.

“Precisamos entender que no âmbito comunitário todo mundo tem que estar vacinado, para evitar que a doença chegue nas pessoas imunossuprimidas”, ressaltou o infectologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo, João Prats, em entrevista ao G1.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Covid-19: quem deve continuar usando máscara de proteção? apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web