Criatura estranha é encontrada na Austrália e recebe “beijo da morte”

Uma criatura estranha foi encontrada em uma praia na Austrália e recebeu um “beijo da morte” de Juliano Bayd, que afirma ser um especialista em vida marinha.

Ele publicou um vídeo no TikTok mostrando o curioso animal que é uma espécie de lesma do mar chamada de Dragão Azul (glaucus atlanticus).

@julianobayd

Reply to @sammywhiskas Blue dragons eating 🐉 🌊 don’t replicate i’m a professional 👨‍🏫 #alien #wildlife #beach #dangerous #venom

♬ original sound – Country boyz

“Então hoje encontramos o maior dragão azul que já vi em toda a minha vida. Olhe para o tamanho dele, ele é absolutamente enorme. Demos um beijo nele e o soltamos na água, o mais longe possível dos demais banhistas”, disse ele no vídeo que já tem mais de 610 mil visualizações na rede social.

Leia mais:

O dragão azul, por si só, não é venenoso. Entretanto, não é recomendado manipulá-lo sem proteção, haja vista que ele armazena o dispositivo venenoso de sua refeição favorita – as caravelas portuguesas -, acumulando em seu corpo as substâncias urticantes de suas presas e despejando-as pelo contato a uma potência ainda mais elevada.

Mesmo assim Bayd se arriscou. “Beijo da morte. Por favor, não imite, sou um profissional”, disse ele.

@julianobayd

Reply to @julianobayd reuplaod of release! water is gross coz floods 😞big shoutout to @salinainez @trippiebay.@silliibillii #release #summervibes

♬ My Heart Will Go On (Titanic) – Maliheh Saeedi & Faraz Taali

Segundo o professor e doutor docente em Zoologia da USP, Luiz Ricardo Simone, o animal se locomove “flutuando pelas águas”, sem contato direto com o solo. O especialista, que falou ao G1, conta que essa espécie não desenvolveu funções motoras como rastejar, tal qual outras lesmas.

Por essa razão, ele é dependente dos movimentos do mar: “quando encalha, se a maré não alcançá-lo para levá-lo de volta, ele acaba morrendo ali”, disse Simone.

@julianobayd

#alien #weird #beach

♬ Mount Everest – Labrinth

Vale lembrar: caravelas portuguesas, embora não sejam águas vivas, têm um visual parecido com elas, embora o tamanho seja muito diferente. Esse tipo de cnidário pode apresentar tentáculos de até 50 metros (m), com células urticantes que podem causar queimaduras de até terceiro grau. E o dragão azul, diminuto como é (um indivíduo adulto varia entre 3 e 5 centímetros), se alimenta delas.

“Caso as pessoas o encontrem, o ideal é que não toquem no animal, com o objetivo de evitar qualquer acidente. É um animal que merece ser admirado”, disse ao G1 a mestranda pelo Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (MZUSP) em Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade, Gemany Caetano.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Criatura estranha é encontrada na Austrália e recebe “beijo da morte” apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web