Deltacron: OMS estuda nova variante da Covid-19 que combina Ômicron e Delta

Na quarta-feira (9), a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que está estudando e monitorando o surgimento de uma nova variante da Covid-19 que combina características genéticas de outras duas versões do vírus: a Ômicron e a Delta. A recombinação das duas variantes recebeu o nome informalmente de Deltacron.

A primeira evidência mais sólida de um vírus que combina Delta e Ômicron foi divulgada pelo Instituto Pasteur, da França. Lá, um time de pesquisadores fizeram o sequenciamento genético completo do vírus para o GISAID, que é um banco de dados internacional com o objetivo de centralizar as sequências genéticas de todas as variantes da Covid-19.

A diretora técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, falou que a entidade está ciente da nova variante, que inclusive já foi identificada em três países europeus.

“Estamos cientes disso, é uma combinação das variantes Delta e Ômicron. Foi detectada na França, na Holanda e na Dinamarca. Isso era algo esperado dado que há uma intensa circulação dessas variantes”, explicou durante coletiva de imprensa da OMS.

De acordo com ela, em países da Europa a variante Delta continuava circulando quando surgiu a variante Ômicron, o que pode ter ajudado na recombinação. Além disso, a epidemiologista disse que ainda não foi identificada nenhum grau maior de severidade da infecção pela nova variante, e que neste momento, pesquisas e estudos estão em andamento.

Leia mais:

Fonte: Agência Brasil

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Deltacron: OMS estuda nova variante da Covid-19 que combina Ômicron e Delta apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web