Ibovespa acompanha melhora no exterior e fecha com perda reduzida; juros arrefecem alta

B3 Bovespa Bolsa de Valores de São Paulo (Germano Lüders/InfoMoney)

O Ibovespa e os índices internacionais reduziram perdas ao longo da tarde, mas não conseguiram passar para o terreno positivo. O resultado da reunião entre representantes da Rússia e da Ucrânia frustrou os investidores, sem avanços sobre um cessar-fogo entre os países. Os temores sobre uma escalada global da inflação também voltaram a pesar sobre os negócios hoje.

A inflação ao consumidor nos EUA acelerou e subiu 0,8% em fevereiro, em linha com o esperado, mas o acumulado em doze meses chega a 7,9%, maior índice de preços em décadas. O Banco Central Europeu também revisou para cima suas previsões para a inflação em 2022, por conta da guerra na Ucrânia, e decidiu manter estímulos à economia do bloco, por enquanto.

O Ibovespa fechou em baixa de 0,21%, aos 113.663 pontos, após oscilar entre 111.888 e 113.939 pontos. O volume financeiro foi de R$ 31 bilhões.

Destaque positivo para ações da Gerdau (GGBR4) e da Qualicorp (QUAL3) avançando 4,61% e 4,18%, respectivamente. Já o papel PN da Petrobras (PETR4) teve ganhos de 3,50%. As ações da Vale (VALE3) também fecharam entre as maiores altas do dia, avançando 3,3%, a R$ 97,30.

A Petrobras impulsionou ganhos depois que a estatal anunciou seu maior reajuste de preços em duas décadas. Segundo analistas da Ativa Investimentos, a notícia é extremamente positiva para a empresa, demonstrando o empenho com a política de preços que vinha sendo debatida nos últimos dias.

Já o preço do petróleo no mercado internacional caiu pelo segundo dia seguido, se afastando dos picos da última terça feira: WTI (abril): -2,20% (US$ 106,31); Brent (maio): -1,38% (US$ 109,61).

Os destaques negativos ficam com Embraer (EMBR3) e Natura (NTCO3) que caíram, respectivamente, 14,93% e 9,30%, seguidas pela Inter (BIDI11), que recuou 7,12%.

Por mais que os resultados divulgados do 4T21 da Natura não foram considerados ruins, as ações da empresa despencam após terem subido 16% na véspera – os investidores anteciparam bons resultados e hoje foram surpreendidos negativamente.

As ações da Via (VIIA3) também caíram (-4,11%) após sua divulgação de resultados, na qual a empresa apresentou um lucro 91% menor em relação ao 4T20. “Uma das principais linhas que surpreenderam negativamente foi o aumento das despesas financeiras”, destacam analistas da Ativa Investimentos.

O dólar chegou a bater R$ 5,076 (+1,31%), mas encerrou a sessão em leve alta de 0,11%, a R$ 5,016, próximo da mínima do dia (R$ 5,0110).

Os juros futuros fecharam mistos: DIF23, +0,11 pp, a 13,03%; DIF25, + 0,03 pp, a 12,22%; DIF27, – 0,07 pp, a 12,04%; DIF29, -0,07 pp, a 12,17%.

Nos EUA, as bolsas fecharam em baixa depois que as negociações de paz fracassadas entre russos e ucranianos assustaram os investidores sobre como o conflito geopolítico poderia afetar o crescimento global. O índice Dow Jones caiu 0,34%, aos 33.173 pontos. Nasdaq teve queda de 0,95%, aos 13.129 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 0,43%, aos 4.259 pontos.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

The post Ibovespa acompanha melhora no exterior e fecha com perda reduzida; juros arrefecem alta appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web