Ibovespa futuro abre em queda de 0,66%, aos 115.840 pontos, em linha com o exterior

B3 Bovespa Bolsa de Valores de São Paulo (Germano Lüders/InfoMoney)

O Ibovespa futuro opera em queda no começo do pré-mercado desta sexta-feira (04). Às 9h31 (horário de Brasília), o contrato com vencimento em abril cai 0,56%, aos 115.840 pontos, acompanhando os índices futuros de Nova York.

Nos EUA, futuros americanos operam em queda antes do importante relatório de empregos de fevereiro, à medida que a invasão da Ucrânia pela Rússia aumenta, com as forças russas atacando a maior usina nuclear da Europa e tomando o controle da região. Relatórios na manhã desta sexta-feira indicaram que as forças russas haviam apreendido a usina nuclear em Zaporizhzhia. O futuro do Dow Jones cai 0,80%, o do S&P 500, 0,79% e o da Nasdaq, 0,74%.

Já o dólar futuro sobe 0,22%, cotado a R$ 5,085. Na sessão anterior, a divisa americana ignorou as tensões entre Ucrânia e Rússia e seguiu ladeira abaixo em relação ao real, alimentado pelo fluxo intenso de capital externo para a B3 e para a renda fixa.

No mercado de juros futuros, os contratos operam em alta: DIF23, +0,05 pp, a 12,91%; DIF25, +0,06 pp, a 11,86%; DIF27, +0,03 pp, a 11,58%; DIF29, +0,02 pp, a 11,68%.

Os preços do petróleo se recuperam na sessão de hoje, com os temores de sanções ocidentais atrapalhando as exportações russas de petróleo, superando a possibilidade de mais suprimentos iranianos, enquanto relatos de um incêndio em usina nuclear na Ucrânia assustaram os mercados.

Ibovespa futuro: agenda econômica

Na agenda econômica, os investidores estão aguardando pelo payroll de fevereiro, com expectativa de criação de 400 mil vagas de empregos, de acordo com analistas ouvidos pela Reuters. Os dados serão divulgados às 10h30.

Este é o último relatório de empregos antes da próxima reunião do Fed, onde o banco central deve começar a elevar as taxas de juros. O presidente do Fed, Jerome Powell, disse na quarta-feira que está inclinado a apoiar um único aumento de 25 pontos-base em março.

No Brasil, o Produto Interno Bruto (PIB) registrou alta de 0,5% no quarto trimestre de 2021 na comparação com o terceiro trimestre. Assim, a atividade econômica nacional fechou o ano passado com alta de 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. Esse avanço recuperou as perdas de 2020, quando a economia brasileira encolheu 3,9% devido à pandemia.

O dado do quarto trimestre foi acima do esperado. A expectativa, segundo projeções da Refinitiv, era de que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro tivesse crescimento de 0,1% no quarto trimestre de 2021 na comparação com os três meses anteriores. A mediana das expectativas era de alta de 1,1% na atividade econômica no quarto trimestre de 2021 frente o mesmo período de 2020; a alta efetiva foi de 1,6% na base anual.

Europa recua acentuadamente

As ações asiáticas fecharam em baixa, com destaque para queda de 2,5% do índice Hang Seng de Hong Kong. Mercados europeus também operam em forte queda acompanhando os futuros americanos. As Bolsas europeias operam em queda depois que as forças russas tomaram o controle da maior usina nuclear da Europa.

Líderes internacionais condenaram o bombardeio e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse ao presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy que convocaria uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas para discutir o ataque.

A Rússia vem intensificando seu ataque ao seu vizinho nos últimos dias, bombardeando grandes cidades e avançando em direção à capital Kiev. A invasão atraiu sanções econômicas sem precedentes dos governos ocidentais.

Em indicadores, as vendas no varejo na Zona do Euro subiram 0,2% em janeiro ante dezembro. O resultado veio bem abaixo do esperado pelos analistas, que era de +1,5%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

The post Ibovespa futuro abre em queda de 0,66%, aos 115.840 pontos, em linha com o exterior appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web