Mais de R$25 milhões em bolsas-prêmio: Nasa seleciona projetos de tecnologia espacial futurista

Com o objetivo de financiar estudos em estágio inicial de tecnologias que possam ser usadas em futuras missões aeroespaciais, a agência espacial norte-americana instituiu o programa Conceitos Avançados Inovadores da Nasa (NIAC).

Imagem: NASA – NIAC Divulgação

Fundado em 2011, como sucessor do Instituto de Conceitos Avançados, o programa acaba de anunciar os mais recentes projetos contemplados com prêmios que, juntos, somam US$5,1 milhões (em torno de R$25,8 milhões).

“À medida que nos concentramos em destinos cada vez mais desafiadores para exploração com humanos e robôs, ideias inovadoras e pensamentos futuros serão fundamentais para nos ajudar a alcançar novos marcos”, disse a vice-administradora da Nasa, Pam Melroy, em nota oficial da agência. “Conceitos como esses que estão sendo estudados com essa nova rodada de financiamento do NIAC estão nos ajudando a expandir o escopo do que podemos tornar realidade”.

Entre os projetos selecionados, 12 são novas propostas para o estudo da Fase I, bem como cinco prêmios da Fase II que permitirão aos pesquisadores continuar seu trabalho prévio sobre conceitos inovadores.

Ainda nos estágios iniciais de desenvolvimento, os projetos selecionados não são considerados missões oficiais da Nasa. Os bolsistas da Fase I receberão US$175 mil cada um por um estudo de nove meses, e os bolsistas da Fase II receberão US$600 mil cada para estudo durante um período de dois anos.

“A missão da Nasa de explorar o universo requer novas tecnologias e novas maneiras de fazer as coisas”, disse Jim Reuter, administrador associado da Direção de Missão de Tecnologia Espacial (STMD) da agência na sede em Washington. “Estudar essas ideias criativas é o primeiro passo para transformar ficção científica em fato científico”.

Conheça alguns conceitos de tecnologia espacial selecionados pela agência

Entre os novos projetos da Fase I, está um novo design para uma espaçonave tripulada que oferece mais proteção contra radiação em longas viagens do que módulos convencionais da tripulação. Também há um projeto de um avião elétrico completamente silencioso e uma ideia para uma espaçonave que poderia aproveitar o calor do Sol como impulso para fora do sistema solar a altíssimas, entre outras propostas.

John Mather, ganhador do Nobel de física em 2006 e astrofísico do Centro de Voo Espacial Goddard da Nasa, propõe um conceito que poderia ajudar a humanidade a estudar exoplanetas distantes, semelhantes à Terra. Uma sombra de estrelas do tamanho de um campo de futebol no espaço estaria alinhada com telescópios terrestres, bloqueando a luz de estrelas distantes e permitindo que os astrônomos buscassem sinais de vida nas atmosferas de planetas em outros sistemas estelares.

Um dos projetos tem por objetivo apoiar missões ao planeta Vênus. Crédito: Nasa / JPL-Caltech

Há também um conceito proposto por Sara Seager, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, que ajudaria os cientistas a estudar um planeta muito mais próximo de casa: Vênus. Uma sonda saltaria de paraquedas na atmosfera do planeta para capturar uma amostra de gás e nuvens. A amostra seria trazida para a Terra, onde os cientistas poderiam procurar sinais de vida na atmosfera de Vênus.

“Como nos anos passados, nosso novo grupo de bolsistas do NIAC mostra a criatividade e a visão da comunidade espacial em geral”, disse Michael LaPointe, executivo interino do programa NIAC na sede da Nasa.

Já na Fase II, um dos projetos selecionados propõe pequenos robôs de escalada que poderiam explorar cavernas que ficam sob a superfície de Marte. Outro, apresenta uma nova maneira de usar energia nuclear para naves espaciais. Um terceiro conceito propõe um enxame de microrrobôs de natação impressos em 3D que poderiam explorar mundos oceânicos como Encélado, Europa e Titã.

Leia mais:

Também na Fase II está o projeto de Zac Manchester, da Universidade Carnegie Mellon, que apresenta um conceito de gravidade artificial no espaço usando uma estrutura rotativa de tamanho quilométrico. Após o lançamento em um único foguete, a estrutura proposta seria implantada até 150 vezes o seu tamanho original, tornando-se um enorme habitat rotativo que forneceria gravidade artificial igual à da Terra em algumas partes da estrutura.

Veja a lista completa dos projetos selecionados pela Nasa

Pesquisadores selecionados para receber bolsas da Fase I do NIAC 2022

  • Darmindra Arumugam, Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL) no sul da Califórnia: Radar Criosférico Rydberg
  • Steven Barrett, Instituto de Tecnologia de Massachusetts, em Cambridge: Propulsão silenciosa e sólida para veículos avançados de mobilidade aérea
  • Jason Benkoski, Universidade Johns Hopkins, em Baltimore: Escudo térmico combinado e sistema de propulsão térmica solar para uma manobra de Oberth
  • Elena D’Onghia, Universidade de Wisconsin-Madison: CREW HaT: Radiação Cósmica Estendida Usando o Torus Halbach
  • Bonnie Dunbar, Universidade A&M do Texas, em College Station: Linha Digital do Fato Espacial: 4.0 Fabricação de trajes espaciais personalizados de alto desempenho para a exploração de Marte
  • Ivan Ermanoski, Universidade Estadual do Arizona, em Tempe: Respirando Ar de Marte: Geração Estacionária e Portátil de O2
  • Philip Lubin, Universidade da Califórnia, Santa Barbara: Pi-Terminal de Defesa para a Humanidade
  • John Mather, NASA Goddard: Observatório Híbrido para Exoplanetas Semelhantes à Terra (HOEE)
  • Marcin Pilinski, Universidade do Colorado, Boulder: Analisador de Velocidade Em-Situ Neutro-Optico para Exploração Termoesférica (INOVATE)
  • Jonathan Sauder, Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL no sul da Califórnia: Starburst: Uma arquitetura revolucionária de estrutura implantável adaptável sub-restrita
  • Sara Seager, Instituto de Tecnologia de Massachusetts, em Cambridge: Atmosfera de Vênus e Retorno da Amostra de Partículas de Nuvem para Astrobiologia
  • Mahmooda Sultana, NASA Goddard: SCOPE: Prática de Ciência para a Exploração Fora do Planeta

Pesquisadores selecionados para receber bolsas da Fase II do NIAC 2022

  • Javid Bayandor, Universidade Estadual de Nova York, em Buffalo: BREEZE: Raio Bioinspirado para Ambientes Extremos e Exploração Zonal
  • Zac Manchester, Universidade Carnegie Mellon em Pittsburgh, Pensilvânia: Estruturas espaciais em escala de quilômetros a partir de um único lançamento
  • E. Joseph Nemanick, The Aerospace Corporation em El Segundo, Califórnia: Sistema Atômico Planar para Exploração Leve (Apple): um sistema leve e compacto de geração de energia para missões futuras, baseado em plutônio
  • Marco Pavone, Universidade de Stanford na Califórnia: ReachBot: Pequeno robô para grandes tarefas de manipulação móvel em ambientes de cavernas marcianas
  • Ethan Schaler, Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL) no sul da Califórnia: SWIM: Sensoriamento com Micronadadores Independentes

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Mais de R$25 milhões em bolsas-prêmio: Nasa seleciona projetos de tecnologia espacial futurista apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web