NFT do 1º tuíte do Twitter vai à leilão por 16 vezes mais do que a venda original

O primeiro tuíte de Jack Dorsey, que também foi o primeiro da história do Twitter, está novamente à venda como um token não fungível (NFT) por US$ 48 milhões (cerca de R$ 227 milhões pela cotação atual). O item tinha sido vendido no ano passado por US$ 2,9 milhões (cerca de R$ 13,7 milhões) e ficou de propriedade do CEO do serviço de blockchain Bridge Oracle, Sina Estavi.

Só que agora, ele decidiu colocar o NFT no mercado OpenSea por 16 vezes mais o que pagou e anunciou a venda do NFT através do seu próprio perfil oficial no Twitter, prometendo que metade dos lucros da venda vai para caridade.

I decided to sell this NFT ( the world's first ever tweet ) and donate 50% of the proceeds ( $25 million or more ) to the charity @GiveDirectly
‌‌‌‌‌‌
🖇 https://t.co/cnv5rtAEBQ pic.twitter.com/yiaZjJt1p0

— Estavi (@sinaEstavi) April 6, 2022

O NFT do primeiro tuíte do cofundador da plataforma pode ser comprado por 14.969 ETH (Ether) e mais de US$ 25 milhões será destinado para uma instituição chamada GiveDirectly, uma instituição de caridade sediada nos Estados Unidos que ajuda pessoas no Quênia, Uganda e Ruanda, segundo o CEO.

Foi então que Dorsey entrou na conversa e perguntou a Estavi qual o motivo de não doar 99% da quantia arrecadada. O vendedor respondeu que não ficará com o dinheiro, que a ideia é usar para apoiar projetos do seu blockchain e ajudar seu povo na Malásia.

Vale lembrar que o autor do primeiro tuíte doou 100% do valor arrecadado com a primeira venda. Sendo que o montante arrecadado pelo NFT foi convertido em bitcoins e também enviados para a GiveDirectly.

why not 99% of it?

— jack⚡ (@jack) April 7, 2022

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post NFT do 1º tuíte do Twitter vai à leilão por 16 vezes mais do que a venda original apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web