featured-image

Número de brasileiros que investem em FIIs supera marca de 1,6 milhão; Ifix sobe

B3 Bovespa Bolsa de Valores de São Paulo (Germano Lüders/InfoMoney)

A indústria de fundos imobiliários ganhou, em março, 25.789 novos investidores, aponta boletim mensal da B3. De acordo com o relatório, 1,619 milhão de brasileiros investem em FIIs.

Nos últimos dois meses, a participação dos CPFs na base de investidores de fundos imobiliários subiu de 73,5% para 74%. Os investidores institucionais aparecem na sequência, com 19,6%. Em relação ao volume negociado, a participação das pessoas físicas teve leve recuo de 67,6%, em fevereiro, para 67,5%, em março.

Fonte: Boletim mensal da B3 sobre FIIs

A negociação dos fundos imobiliários movimentou um total de R$ 5,4 bilhões no mês passado. Em fevereiro, o volume ficou em R$ 4,4 bilhões, o menor desde novembro de 2020. Em 2021, o volume financeiro dos fundos imobiliários bateu recorde, alcançando R$ 66,5 bilhões no período. No acumulado de 2022, o montante está em R$ 14,9 bilhões.

O volume médio diário de negociação de fundos imobiliários em 2022 subiu de R$ 238 milhões para R$ 241. No ano passado, a média foi de R$ 269 milhões, o maior da história na comparação anual.

Ainda de acordo com o boletim da B3, o valor de mercado dos fundos imobiliários em fevereiro voltou a cair, de R$ 136 bilhões, em janeiro, para R$ 134 bilhões.

No acumulado do ano, as ofertas públicas dos FIIs captaram pouco mais de R$ 4 bilhões e o patrimônio líquido dos fundos imobiliários avançou para R$ 174 bilhões em fevereiro.

Em fevereiro, a diferença entre o patrimônio líquido e o valor de mercado dos fundos imobiliários alcançou R$ 40 bilhões, a maior já registrada pela B3.

Fonte: Boletim mensal da B3 sobre FIIs

O boletim mensal da B3 também comparou o desempenho do Ifix com indicadores importantes do mercado de ações. Nos últimos 12 meses, encerrados em fevereiro, o Ifix registrou baixa de 2,3%, contra alta de 2,9% do Ibovespa. Em março, o índice dos fundos imobiliários subiu 1,4%, desempenho abaixo do Ibovespa, que subiu 6,1% no período.

Índice Desempenho em março (%) Desempenho em 12 meses (%) Desempenho em 2022 (%)
IBOV 6,1 2,9 15,5
IFIX 1,4 -2,3 -0,3
IMOB 5,7 -18,5 14,6

Fonte: B3

IFIX Hoje

Na sessão desta sexta-feira (8), o IFIX – índice que reúne os fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – opera no campo negativo. Às 10h38, o indicador registrava queda de 0,24%, aos 2.798 pontos. Ontem, o indicador fechou a sessão com leve alta de 0,05%. Confira os destaques de hoje:

Maiores altas desta sexta-feira (8)

Ticker Nome Setor Variação (%)
SNFF11 Suno FoF Outros 1,87
XPPR11 XP Properties Outros 1,62
HGBS11 Hedge Brasil Shopping Shoppings 1,44
SARE11 Santander Renda Híbrido 1,42
VGHF11 Valora Hedge Fund Títulos e Val. Mob. 1,33

Maiores baixas desta sexta-feira (8):

Ticker Nome Setor Variação (%)
TORD11 Tordesilhas EI Outros -1,75
VINO11 Vinci Offices Lajes Corporativas -1,23
BPFF11 Brasil Plural Absoluto Títulos e Val. Mob. -1,16
HCTR11 Hectare Outros -1,09
SPTW11 SP Downtown Lajes Corporativas -0,94

Fonte: B3

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

Max Retail reduz dividendos em R$ 0,08 por cota; WHG Real Estate anuncia oferta de R$ 200 milhões

Confira as últimas informações divulgadas por fundos imobiliários em fatos relevantes:

Locatários atrasam pagamento e Max Retail (MAXR11) reduz dividendos em até R$ 0,08 por cota

O fundo Max Retail comunicou ao mercado, nesta quinta-feira (07), que não recebeu de alguns locatários a totalidade do aluguel referente ao mês de fevereiro de 2022.

De acordo com os gestores, o atraso no pagamento representará uma redução na próxima distribuição de dividendos de aproximadamente R$ 0,08 por cota.

Em março, o Max Retail depositou R$ 0,29 por cota aos investidores, montante equivalente a um retorno mensal com dividendos de 0,36%.

Com patrimônio líquido de R$ 132 milhões, o portfólio do fundo é composto por nove imóveis comerciais locados para empresas como Americanas (AMER3), Bompreço e Torra Torra.

WHG Real Estate ([ativo=WHGR11]) anuncia oferta de R$ 200 milhões

O fundo imobiliário WHG Real Estate anunciou, nesta quinta-feira (7), a aprovação da segunda emissão de cotas da carteira, que pretende captar até R$ 200 milhões.

O preço unitário das novas cotas foi definido em R$ 10,00 e a taxa de distribuição primária será de R$ 0,43, totalizando o preço de subscrição em R$ 10,43.

De acordo com comunicado ao mercado, a oferta é destinada a investidores qualificados, aqueles que possuem investimentos acima de R$ 1 milhão.

Dividendos de hoje

Confira quais são os 18 fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta sexta-feira (8):

Ticker Fundo Rendimento
VERE11 Vereda R$ 2,11
JPPA11 JPP Allocation Mogno R$ 1,55
EDFO11B Ed. Ourinvest R$ 1,52
CACR11 Cartesia Recebíveis Imobiliários R$ 1,44
AIEC11 Autonomy Edifícios Corporativos R$ 1,31
TGAR11 TG Ativo Real R$ 1,27
GGRC11 GGR Covepi Renda R$ 0,88
VTLT11 Votorantim Logística R$ 0,83
FVPQ11 Via Parque Shopping R$ 0,82
RBLG11 RB Capital Logístico R$ 0,80
ELDO11B Eldorado R$ 0,63
VSHO11 Votorantim Shopping R$ 0,59
PATL11 Pátria Logística R$ 0,58
QAGR11 Quasar R$ 0,39
PATC11 Pátria Edifícios Corporativos R$ 0,32
ATCR11 HAZ R$ 0,25
NVHO11 Novo Horizonte R$ 0,08
RBVO11 Rio Bravo Crédito Imobiliário II R$ 0,02

Fonte: InfoMoney

Obs.: Tickers com final diferente de 11 se referem aos recibos e direitos de subscrição dos fundos.

Giro Imobiliário: Inflação medida pelo IPCA sobe 1,62% em março, maior para o mês desde 1994 e acima do esperado

A inflação oficial no País, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu 1,62% em março de 2022 na comparação com fevereiro, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta sexta-feira (8).

Esse foi o maior resultado para o mês de março desde 1994 (42,75%), antes da implantação do Real. No ano, o indicador acumula alta de 3,20% e, nos últimos 12 meses, de 11,30%, acima dos 10,54% observados nos 12 meses imediatamente anteriores.

Os dados vieram acima do esperado. A estimativa de analistas consultados pela Refinitiv era de que o IPCA tivesse subido 1,30% em março ante fevereiro e 10,98% ante um ano antes.

Em março, os principais impactos vieram dos transportes (3,02%) e de alimentação e bebidas (2,42%). Os dois grupos, juntos, contribuíram com cerca de 72% do índice do mês. No caso dos transportes, a alta foi puxada, principalmente, pelo aumento nos preços dos combustíveis (6,70%), com destaque para gasolina (6,95%), que teve o maior impacto individual (0,44 p.p.) no indicador geral.

Descubra o passo a passo para viver de renda com FIIs e receber seu primeiro aluguel na conta nas próximas semanas, sem precisar ter um imóvel, em uma aula gratuita.

The post Número de brasileiros que investem em FIIs supera marca de 1,6 milhão; Ifix sobe appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web