featured-image

Número de investidoras e gestoras de fundos imobiliários avança, mas representatividade é pequena; Ifix em queda

Imóvel

A indústria dos fundos imobiliários também reflete os desafios das mulheres nos demais segmentos da sociedade. Ao longo do tempo, houve avanços tanto em relação ao número de investidoras como na presença de gestoras dos FIIs, mas a participação feminina no mercado ainda é pequena.

A Bolsa brasileira fechou 2021 com um total de 428 mil investidoras de fundo imobiliário, bem acima das 27 mil registradas em 2013. Apesar do avanço, a proporção de mulheres no segmento se manteve entre 24% e 28% ao longo dos últimos anos.

Fonte: B3

Estudo do Clube FII com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) aponta que há 10% de mulheres na alta liderança das instituições atualmente. Considerando profissionais com Certificação de Gestores de Carteiras da Anbima (CGA), a participação feminina é ainda mais reduzida: apenas 6%, aponta o levantamento. Os números não são novidade para Camila Almeida, gestora da Habitat Capital Partners.

“No meu primeiro estágio, em 2010, era a única mulher em uma equipe de 12 pessoas. Ali já vi que o mercado financeiro é algo pesado, com palavrões e muito barulho”, relembra. “Ao longo da minha carreira, sempre busquei inspirações femininas no ambiente de trabalho ao meu redor. Apesar de estarmos em menor número, há excelentes profissionais no mercado”, destaca.

Maria Fernanda Violatti, analista da XP, confirma a desigualdade no segmento, inclusive entre os profissionais de análise de investimento. “Acredito que o equilíbrio entre homens e mulheres em cargos de liderança virá através de muita reflexão e ações que promovam oportunidades iguais”, reflete.

Em 2020, um estudo feito pelo Goldman Sachs nos Estados Unidos apontou que fundos geridos por mulheres superaram em 1 ponto percentual as carteiras que não contavam com a presença feminina.

IFIX hoje

Na sessão desta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, o Ifix – índice que reúne os fundos imobiliários mais negociados na Bolsa – opera no campo positivo. Às 11h44, o indicador registrava baixa de 0,08%, aos 2.728 pontos. Confira os demais destaques da sessão:

Maiores altas desta terça-feira (08):

Ticker Nome Setor Variação (%)
XPCM11 XP Corporate Macaé Lajes Corporativas 2,05
BARI11 FII BARIGUI Títulos e Val. Mob. 0,93
SNFF11 Suno FoF Outros 0,89
KNHY11 FII KINEA HY Títulos e Val. Mob. 0,86
VGIP11 FII VALORAIP Outros 0,73

Maiores baixas desta terça-feira (08):

Ticker Nome Setor Variação (%)
RCRB11 Rio Bravo Renda Corporativa Lajes Corporativas -3,39
BCIA11 Bradesco Carteira Imobiliaria Títulos e Val. Mob. -1,25
XPPR11 XP Properties Outros -1,21
FIGS11 General Shopping Shoppings -1,11
RZAK11 Riza Akin Títulos e Val. Mob. -0,97

Fonte: B3

Prevent Senior atrasa aluguel do RBR Properties, nova oferta do Iridium e mais assuntos

Confira as últimas informações divulgadas por fundos imobiliários em fatos relevantes:

Problemas operacionais atrasam pagamento de aluguel da Prevent Senior para o RBR Properties (RBRP11)

O fundo RBR Properties comunicou ao mercado, nesta segunda-feira (7), que não recebeu o pagamento de aluguel de janeiro da Prevent Senior, que ocupa o edifício Celebration, na Vila Olímpia, em São Paulo (SP).

De acordo com os gestores do fundo, o atraso ocorreu, única e exclusivamente, por problemas operacionais da locatária, que já regularizou a pendência. O acerto incluiu o pagamento de multa e encargos moratórios, como prevê o contrato de locação.

Apesar da regularização, a RBR Properties lembra que a distribuição de dividendos das receitas apuradas em fevereiro, que será divulgada nesta terça-feira (8), terá redução de aproximadamente R$ 0,04 por cota.

Em fevereiro, o fundo distribuiu R$ 0,46 por cota aos investidores, montante equivalente a um retorno mensal com dividendos de 0,65%.

Iridium ([ativo= IRIM11]) aprova oferta de R$ 35 milhões

Os administradores do fundo imobiliário Iridium aprovaram nesta segunda-feira (7) a realização da segunda emissão de cotas da carteira, que tem como objetivo a captação de R$ 35 milhões.

O valor unitário das novas cotas será de R$ 101,12, já considerando a taxa de distribuição da oferta, prevê fato relevante divulgado pelo fundo. No fechamento do mercado nesta segunda-feira (7), os papéis foram negociados a RR 110, queda de 1,25%.

Cotistas terão direito de preferência na oferta, que poderá ser exercido entre os dias 21 de março e 1 de abril de 2022. O fator de proporção foi estipulado em 26%.

A oferta não permite que os cotistas negociem os direitos de preferência com outros investidores.

Rio Bravo Crédito Imobiliário ([ativo=RBHY]) capta R$ 18 milhões em fase inicial da terceira oferta do fundo

Em fato relevante, divulgado nesta segunda-feira (7), o Rio Bravo Crédito Imobiliário High Yield informou ter recebido R$ 18 milhões dos cotistas que exerceram o direito de preferência na terceira emissão do fundo, iniciada no mês passado.

A expectativa dos gestores é para uma captação de até R$ 40 milhões com a oferta, que agora entra na fase de adesão dos investidores institucionais.

Segundo o Rio Bravo Crédito Imobiliário, o recurso recebido na oferta já está sendo usado para a aquisição de certificados de recebíveis imobiliários (CRI) com as seguintes características.

O preço unitário das novas cotas havia sido fixado em R$ 99,87, já considerando a taxa de distribuição, de R$ 2,52. No fechamento da sessão de segunda-feira (7), o papel foi negociado a R$ 100,23, com queda de 0,56%.

Dividendos de hoje

Confira quais são os 23 fundos imobiliários que distribuem rendimentos nesta terça-feira (08):

Ticker Fundo Rendimento
SOLR11 Solarium R$ 7,16
SPAF11 Spa R$ 2,71
NSLU11 HNS Lourdes R$ 1,54
CACR11 Cartesia Recebíveis Imobiliários R$ 1,50
ARRI11 Átrio Reit Recebíveis Imobiliários R$ 1,30
RZTR11 Riza Terrax R$ 1,25
PLRI11 Polo Recebíveis Imobiliários I R$ 1,21
HSAF11 HSI Ativos Financeiros R$ 1,15
PORD11 Polo Créditos Imobiliários R$ 1,10
IDFI11 Unidades Autônomas R$ 1,03
STRX11 Starx R$ 1,02
IDGR15 Unidades Autônomas II R$ 0,97
IDGR14 Unidades Autônomas II R$ 0,97
VVPR11 V2 Properties R$ 0,79
EVBI15 VBI Consumo Essencial R$ 0,75
EVBI11 VBI Consumo Essencial R$ 0,75
EVBI13 VBI Consumo Essencial R$ 0,75
EVBI14 VBI Consumo Essencial R$ 0,75
LASC11 Legatus Shoppings R$ 0,73
LVBI11 VBI Logístico R$ 0,71
BRCO11 Bresco Logística R$ 0,63
HSML11 HSI Malls R$ 0,60
BPFF11 Brasil Plural Absoluto Fundo De Fundos R$ 0,60
PVBI11 VBI Prime Properties R$ 0,56
ABCP11 Grand Plaza Shopping R$ 0,45
SPTW11 Sp Downtown R$ 0,40
HOSI11 Housi R$ 0,36
VGHF11 Valora Hedge Fund R$ 0,16

Fonte: InfoMoney

Giro Imobiliário: FIIs de logística ganham peso e lideram seleção de fundos mais recomendados para março

Das dez carteiras de fundos imobiliários monitoradas mensalmente pelo InfoMoney, apenas uma realizou troca de papel em março, em relação ao mês anterior. Ao mesmo tempo, o segmento logístico ganhou mais peso nos portfólios diante do atual cenário econômico e dos reflexos da guerra na Ucrânia no mercado de renda variável. Pelo sétimo mês consecutivo, o Bresco Logística (BRCO11) segue como o mais lembrado pelos analistas.

Levantamento realizado pelo InfoMoney compila os fundos imobiliários mais recomendados por dez corretoras. Em março, 55 fundos imobiliários foram citados. Do total, 20 são FIIs de “papel”, que investem em títulos de renda fixa ou certificados de recebíveis imobiliários (CRI), atrelados a índices de inflação ou à taxa do CDI (certificado de depósito interbancário).

A compilação apresenta os cinco ativos mais recomendados para o mês. Para critério de desempate, são selecionados aqueles com maior volume médio de negociação nos últimos 12 meses, com base em dados da provedora de informações financeiras Economatica.

Confira a seguir os fundos imobiliários mais recomendados pelos analistas para fevereiro, o número de recomendações e a rentabilidade de cada papel em novembro, no acumulado do ano e nos últimos 12 meses:

Ticker Fundo Segmento Recomendações Retorno em janeiro de 2022 (%) Retorno em2022 (%) Retorno em 12 meses (%)
BRCO11 Bresco Logística Logística 7 2,68 -1,52 -2,10
BTLG11 BTG Pactual Logística Logística 5 -1,48 -2,51 -2,76
TRXF11 TRX Real Estate Renda Urbana 5 0,64 1,47 2,49
KNCR11 Kinea Rendimentos Imobiliários Recebíveis 4 -1,01 0,14 18,76
HGRU11 CSHG Renda Urbana Renda Urbana 4 -1,39 -2,95 -3,97
IFIX -1,29 -2,24 -3,89

OBS.: A rentabilidade leva em consideração o reinvestimento dos dividendos e a cotação do dia 03/02/2022

Fonte: Economatica e corretoras (Ativa Investimentos, BB Investimentos, BTG Pactual, Genial, Guide, Mirae Asset, Órama, Santander Corretora e Rico)

Como viver de renda com FIIs
Receba um ebook gratuito que explica como montar uma carteira de Fundos Imobiliários para obter renda periódica: send Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados. check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso. error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Número de investidoras e gestoras de fundos imobiliários avança, mas representatividade é pequena; Ifix em queda appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web