O que é ‘cryptojacking’ e como usar os bloqueadores de mineração para se livrar do problema

Um vilão relativamente novo que já se espalhou pela internet são as páginas que utilizam códigos maliciosos para roubar os recursos do seu computador para minerar Bitcoin e outras criptomoedas. O golpe, que ganhou o nome de ‘cryptojacking’, atinge várias vítimas e por vezes acaba passando despercebido.

Cryptojacking e conceito de mineração de criptomoedas
Se o seu PC está mais quente e lento que o normal, existe uma chance de estar infectado por um golpe crypto-jacking. Imagem: Jaiz Anuar/Shutterstock

Além de aumentar os gastos de energia elétrica, essa prática pode reduzir a vida útil do seu dispositivo, já que utiliza 100% do processamento da sua máquina para mineração. Um dos sinais que pode indicar o problema, como veremos a seguir, é enfrentar lentidão persistente no seu computador.

Como funciona o crypto-jacking?

Especialistas em segurança digital revelam que as primeiras ocorrências de cryptojacking foram detectadas em 2011, entretanto, a atividade ganhou muito mais força com o avanço da popularidade das criptomoedas.

O cryptojacking nos navegadores é um truque que utiliza códigos em JavaScript que executam mineradores em qualquer máquina assim que o usuário acessa um site infectado.

Geralmente, a mineração para de ocorrer depois que você sai do site problemático, no entanto, em alguns casos, o processo cria uma janela oculta no sistema que continua minerando por tempo indeterminado.

O golpe costuma se proliferar principalmente em sites de torrent e páginas que foram invadidas e tiveram o seu código alterado.

Como se livrar do problema?

Algumas extensões conseguem bloquear automaticamente a mineração de criptomoedas, é o caso da MinerBlock. Imagem: MinerBlock/Reprodução

A boa notícia é que existem extensões para os navegadores mais populares que conseguem bloquear automaticamente a mineração indevida de criptomoedas. Os softwares, inclusive, são atualizadas com novos scripts de mineração constantemente para manter o seu computador protegido.

Uma das extensões que consegue vetar a mineração é a ‘No Coin’, disponível para o Google Chrome, Mozilla Firefox e Opera. Baseado em código aberto, esta é uma das extensões mais populares e costuma fazer um bom trabalho quando o objetivo é bloquear os mineradores.

Outros nomes que merecem a sua atenção são as extensões ‘minerBlock’ e a ‘Coin-Hive Blocker’.

Sinais de que o seu computador está sendo utilizado para mineração

Se o seu PC está mais quente que o normal, o que é um pouco mais fácil de notar especialmente no caso dos notebooks, existe uma chance de estar infectado com cryptojacking.

Outros sinais que valem ser observados são:

  • Resposta lenta para diversos comandos no sistema;
  • Sobrecarga na memória RAM e processamento da CPU e placa gráfica (GPU) da sua máquina.

Outra dica simples é consultar o gerenciador de tarefas do seu computador e verificar o uso da CPU. Se notar que o uso está em 100% o tempo todo, é um sinal de que o hardware da sua máquina pode estar sendo utilizado para mineração.

Importante: os dispositivos móveis, como celulares e tablets também podem ser infectados. Nesse caso, além do aquecimento, a bateria costuma acabar muito mais rápido do que o normal, já que o gadget é obrigado a trabalhar com 100% dos recursos o tempo todo.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post O que é ‘cryptojacking’ e como usar os bloqueadores de mineração para se livrar do problema apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web