Por causa da Covid-19, funcionários da Foxconn vão viver na fábrica até domingo

Maior fabricante de eletrônicos terceirizados do mundo, a Foxconn vai ter os trabalhadores “morando” em sua fábrica de Shenzhen, na China. Pelo menos, até este domingo (20). A medida foi tomada para que a produção da planta continue, em meio aos novos casos de Covid-19 no país, que tem uma política de tolerância zero ao vírus e levou à paralisação de outras empresas.

A Foxconn é a principal fornecedora da Apple. A decisão de organizar alguns funcionários para viver e trabalhar em uma “bolha” no campus de Shenzhen foi iniciada na quarta-feira (16) e informada aos trabalhadores através de um documento interno, divulgado pela agência internacional de notícias Reuters.

Leia mais:

A fabricante solicitou o acordo ao governo local, que luta contra a disseminação da doença. O sistema se chama “gestão de ciclo fechado” e vai durar até a meia-noite de domingo. Ainda à Reuters, a Foxconn declarou que adere às diretrizes e políticas rígidas do setor emitidas pelo governo de Shenzhen.

Prédio com um toldo com o logo da Foxconn, principal fornecedora de componentes da Apple
A Foxconn é a maior fabricante de eletrônicos terceirizados do mundo e fornecedora da Apple. Crédito: Tony Savino/Shutterstock

Localizada ao sul da China, essa fábrica da fornecedora da Apple monta apenas uma pequena parte da produção do iPhone. A maioria dos aparelhos da marca da Maçã são fabricados em Zhengzhou, na província central de Henan.

Assim, a paralisação momentânea, com a produção já retomada, teve um impacto limitado até agora. Alguns gerentes, porém, estão preocupados com a possibilidade de estender a bolha além do domingo. Isso significaria que o campus não estava trabalhando em plena produção.

Via: Reuters

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Por causa da Covid-19, funcionários da Foxconn vão viver na fábrica até domingo apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web