Rússia disparou míssil hipersônico na Ucrânia; entenda o poder da arma

O major-general Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa russo, afirmou que a Rússia disparou o míssil hipersônico chamado Kinzhal (“adaga”, em russo) na Ucrânia pela primeira vez na última sexta-feira (18).

“Em 18 de março, o sistema de mísseis de aviação Kinzhal com mísseis aerobalísticos hipersônicos destruiu um grande armazém subterrâneo de mísseis e munição de aviação das tropas ucranianas na vila de Delyatyn, região de Ivano-Frankivsk”, disse Konashenkov.

Veja mais:

O Kinzhal é uma arma ar-terra transportada em caças russos MiG-31K. Segundo relatório da Tass, maior agência de notícias da Rússia, em 2018, o míssil hipersônico tem um alcance relatado de 2.000 quilômetros.

Entenda o poder dos mísseis hipersônicos:

  • São armas projetadas para voar a velocidades superiores a cinco vezes a velocidade do som (ou Mach 5), que é de cerca de 6.100 km/h
  • Sua velocidade e capacidade de manobrar até um alvo os torna extremamente difíceis de rastrear e abater
  • Estados Unidos, Rússia, China e Coreia do Norte vêm desenvolvendo armas hipersônicas, algumas das quais são lançadas ao espaço, em busca de voo de longo alcance e manobrabilidade
Rússia exibe míssil hipersônico Kinzhal
Rússia exibe míssil hipersônico Kinzhal. Créditos: Reprodução

Rússia testa há anos lançamentos de mísseis hipersônicos

Em outubro de 2020, militares russos concluíram o lançamento de um míssil nuclear supersônico. Batizado de Zircon, a criação foi lançada a partir da fragata Almirante Groshkov, localizada no Mar Branco, na costa noroeste da Rússia e tinha como destino um ponto do Mar de Barents, um pouco mais ao norte do local de decolagem.

Com o lançamento bem-sucedido, Vladimir Putin, presidente russo, descreveu que a criação era um “grande evento” para a Rússia, que parece ter entrado de vez na era das armas nucleares operacionais que se movem tão rápido que não podem ser bloqueadas.

Já em outubro de 2021 foi a vez da Rússia realizar pela primeira vez o lançamento de um míssil hipersônico chamado Tsirkon (“Zircônio”, em russo) a partir de um submarino.

Segundo o Ministério da Defesa do país, a arma foi disparada pelo submarino nuclear K-560 Severodvinsk, que estava no Mar Branco, no noroeste da Rússia, e atingiu um alvo no mar de Barents, próximo ao Oceano Ártico. Dois lançamentos foram realizados, um com o submarino na superfície e outro a 40 metros de profundidade.

“Um segundo lançamento de teste de um míssil de cruzeiro hipersônico Tsirkon foi realizado pela tripulação do submarino nuclear Severodvinsk pela primeira vez sob a superfície do mar de uma profundidade de 40 metros no Mar Branco contra um alvo no Mar de Barents. De acordo com os meios de monitoramento, o vôo do míssil desde o momento de sua superfície até atingir o alvo atendeu totalmente aos parâmetros esperados”, afirmou o Ministério da Defesa em comunicado à agência de notícias TASS.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Rússia disparou míssil hipersônico na Ucrânia; entenda o poder da arma apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web