Simpósio espacial dos EUA remove nome de Yuri Gagarin porque ele era russo

Imagine ser um pioneiro de algo extremamente importante, mas 60 anos depois ter seu nome momentaneamente apagado da história simplesmente por causa do lugar em que você nasceu. Imaginou? É o que acaba de acontecer com o cosmonauta Yuri Gagarin, primeiro ser humano a ir para o espaço.

No caminho de diversos países do Ocidente para boicotar e sancionar tudo que tem origem russa por causa da guerra contra a Ucrânia, o 37º Simpósio Espacial, da organização sem fins lucrativos Fundação Espacial, censurou o nome do pioneiro. Uma parte da programação que levava o nome de Yuri Gagarin agora se chama ‘Uma Celebração do Espaço’.

Leia mais:

“In light of current world events, the 2022 Space Foundation Yuri’s Night is renamed ‘A Celebration of Space: Discover What’s Next.’” 🤔 https://t.co/xBS7ynmA41

— Jeff Foust (@jeff_foust) March 15, 2022

No site do evento, havia uma explicação. O trecho, porém, foi removido da programação. Não antes do jornalista Jeff Foust, do Space News, reproduzir o que dizia. “À luz dos atuais eventos mundiais, a Noite de Yuri da Fundação Espacial de 2022 foi renomeada para ‘Uma Celebração do Espaço: Descubra o que vem a seguir’”, destacava a programação.

Agora, a parte da programação diz que “o foco deste evento de arrecadação de fundos permanece o mesmo – celebrar as conquistas humanas no espaço enquanto inspira a próxima geração a alcançar as estrelas”. Tudo isso pouco menos de um mês após a Rússia iniciar a invasão ao país vizinho, no dia 24 de fevereiro.

Ilustração mostrando a Vostok-1 com a cápsula de reentrada (esférica) à direita e o módulo de instrumentos com o retrofoguete à esquerda
A Vostok 1 foi projetada e construída pelo engenheiro de foguetes ucraniano Sergei Korolev. Créditos: aeromagazine.net

O mais curioso é que Yuri Gagarin é bastante popular na Ucrânia. Em 2011, um selo ucraniano comemorou os 50 anos do primeiro voo espacial. Recentemente bombardeado na guerra entre os países, o estádio do Desna, time da primeira divisão do Campeonato Ucraniano, na cidade de Chernihiv, leva o nome do cosmonauta.

Vale lembrar ainda que Yuri Gagarin nasceu em 1934, no oblast de Smolensk, quando o país já era a União Soviética. O cosmonauta morreu em um acidente aos 34 anos, em 1968, ainda longe da dissolução da URSS. A Vostok 1, missão que o levou ao espaço, foi projetada e construída por Sergei Korolev, engenheiro de foguetes ucraniano.

Via: Futurism

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

O post Simpósio espacial dos EUA remove nome de Yuri Gagarin porque ele era russo apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web