Startup chinesa de vans de entrega autônomas está de olho no mercado americano

A chinesa Whale Dynamic, fundada em 2018 pelo veterano do Baidu, David Chang, está desenvolvendo pequenas vans de entrega autônomas, na linha daquelas da Nuro. Ou seja, estamos falando de veículos autônomos, elétricos e sem passageiros para transporte de mercadorias em áreas urbanas.

Assim como a startup californiana, cujos bots de entrega são feitos pela BYD North America, a startup com sede em Shenzen deve contar com uma fabricante da China para produzir seus modelos – mas o nome da parceira conterrânea ainda não pode ser revelado, pois o negócio não foi finalizado.

Leia também:

Vantagem nos custos

Segundo Chang, uma ligeira vantagem de sua empresa sobre a Nuro está nos custos. Enquanto a startup americana monta peças nos EUA, a produção completa dos veículos da Whale Dynamic – desde a fabricação até a montagem – acontece na China, o que lhe confere uma vantagem de preço em relação à americana. Isso em valor final significa que as vans autônomas da chinesa custam cerca de US$ 20 mil (algo próximo dos R$ 100 mil, desconsiderando diferenças de impostos ou taxas).

Um dos formatos de trabalho das vans elétricas autônomas
Imagem: Divulgação/Whale Dynamic

Para melhorar ainda mais o ânimo da Whale Dynamic, a startup acabou de receber uma injeção financeira de US$ 2,5 milhões (mais de R$ 12,5 milhões em valores convertidos). Essa nova condição permitirá que a equipe atual de 30 funcionários da startup aumente e que sejam explorados casos de uso de produtos na China e nos EUA. Liderada por um engenheiro que chegou da Huawei, a empresa pretende ter seu primeiro protótipo de carro testado em algumas cidades chinesas em maio.

Vans autônomas no mercado americano

Na China, a Whale Dynamic enfrenta a concorrência de grandes empresas de tecnologia de varejo como, Meituan e JD.com, que começaram a testar seus próprios veículos de entrega de mercadorias no ano passado. Entretanto, nos planos de Chang, estão os Estados Unidos, com a Whale Dynamic criando sua sede no país e focando nos serviços de entrega expressa e supermercados locais.

Ao entrar no mercado americano, a startup chinesa também terá como optar por serviços em nuvem como AWS e Google Cloud sem se preocupar com os problemas existentes no conflito comercial entre China e EUA. No país chinês, sua equipe cuidará apenas do desenvolvimento de hardware.

Os principais fornecedores da empresa também são americanos – Ouster para LiDAR (além da Innoviz, com sede em Israel e que tem escritórios nos EUA) e Nvidia e Intel para chips. Outro ponto interessante é que, ao contrário da Nuro, que opera frotas próprias, a Whale Dynamic planeja oferecer apenas veículos prontos para uso e Software-as-a-Service (SaaS), deixando a parte operacional para seus clientes, o que deve limitar a quantidade de dados confidenciais que a startup pode coletar.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Via TechCrunch

O post Startup chinesa de vans de entrega autônomas está de olho no mercado americano apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web