Sukhoi Su-57, caça ultramoderno da Rússia, estreou em combate na Ucrânia; veja o vídeo

Aparentemente, a Rússia pôs em ação o seu avião de caça mais moderno, o Sukhoi Su-57, contra a Ucrânia. Vídeos na internet mostram a silhueta da aeronave (ou assim foi identificado por civis e militares, inclusive russos) sobrevoando uma ponte sob ataque próxima do rio Teterev, um dos afluentes do Dnieper, o principal da Ucrânia. Esta é a primeira vez que o Sukhoi Su-57 entra em combate numa guerra.

В районе Житомира сегодня вечером был замечен самолет, похожий на Су-57 pic.twitter.com/WmsFHrmeaT

— Артем (@A_Yuzhakov) March 9, 2022

Um caça de quinta geração usa de tecnologia furtiva (ou stealth), para evitar detecção por radar, supercruzeiro – a capacidade de um avião voar a velocidades supersônicas sem usar o afterburner, que diminui sua autonomia e especialidade russa: supermanobrabilidade, a capacidade de realizar manobras que derrubariam a maioria dos aviões, usando de empuxo vetorizado, a capacidade de direcionar a saída das turbinas em outras direções.

Fora a Rússia, apenas China (J-20 e FC-31) e EUA (F-35 e F-22) possuem caças de quinta geração. O Su-57 voou pela primeira vez em 2010 e foi avistado voando pela Síria, mas nunca foi usado em combate oficialmente.

Sem reconhecimento oficial

Pelas imagens no vídeo, não é possível descrever com detalhes de que forma o Sukhoi Su-57 estava atacando. A aeronave não parece portar ou lançar mísseis na cena, o que presume sua utilização como bombardeiro. A ponte, de nome Berdychiv, foi atingida, mas não há informações de que ela tenha sido completamente destruída.

O Ministério da Defesa da Rússia não anunciou de forma oficial se o Sukhoi Su-57 foi utilizado na Ucrânia. Em certa medida, a operação é de extremo risco, pois apenas três unidades do caça furtivo estão a serviço da Força Aérea Russa — até o fim do ano passado, apenas uma. Ao mesmo tempo, a possibilidade da Ucrânia derrubar uma dessas unidades representaria um baque político e moral para o país eurasiático, dado o fato da alta tecnologia embarcada na aeronave.

Sukhov Su-57
Sukhoi Su-57 e suas asas diamantadas (Alex Beltyukov/Wikimedia/CC)

Testes do Sukhoi Su-57 começaram de forma desajeitada

Projetado como avião furtivo, a principal missão do caça Sukhoi Su-57 é a defesa aérea. Ele também já foi testado como veículo de ataques ao solo, alguns anos atrás, durante conflito na Síria.

O Su-57 nasceu para ser sucessor do MiG-29 e do Su-27 e formar uma nova gama de aeronaves de combate russos. Seus primeiros testes em 2010, no entanto, foram problemáticos — o primeiro modelo de produção, por exemplo, sofreu um acidente pouco antes da entrega.

Desta forma, o Sukhoi Su-57 só pôde ser integrado à Força Aérea Russa em dezembro de 2020. Espera-se que o caça tenha vida útil de até 35 anos.

Crédito da imagem principal: Reprodução/Twitter/Military-land.net

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O post Sukhoi Su-57, caça ultramoderno da Rússia, estreou em combate na Ucrânia; veja o vídeo apareceu primeiro em Olhar Digital.

Desenvolvido por Direto na Web