Taxa de desemprego fica em 11,1% no 1º trimestre de 2022, diz IBGE

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,1% no primeiro trimestre deste ano, apontam dados da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) divulgados nesta sexta-feira (29) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O resultado ficou abaixo do consenso Refinitiv (11,4%) e do primeiro trimestre de 2021 (14,9%) e estável em relação ao quarto trimestre de 2021.

A população desocupada (11,9 milhões de pessoas) também ficou estável frente ao trimestre de outubro a dezembro (12,0 milhões de pessoas) e caiu 21,7% ante o primeiro trimestre de 2021 (3,3 milhões a menos do que as 15,3 milhões de pessoas desocupadas na época).

Apesar de a taxa de desemprego ter ficado estável nos dois últimos trimestres, a população ocupada caiu 0,5% entre o quarto trimestre de 2021 e o primeiro trimestre deste ano (menos 472 mil pessoas empregadas) e o nível de ocupação recuou 0,4 ponto porcentual, para 55,2% (percentual de ocupados na população em idade de trabalhar).

Já o rendimento real habitual foi de R$ 2.548, alta de 1,5% na comparação com o quarto trimestre (R$ 2.510), mas recuou 8,7% em relação a um ano atrás (R$ 2.789).

Veja abaixo os principais indicadores da Pnad Contínua de março de 2022:

  • Taxa de desocupação: 11,1% (contra 11,1% no 4T21 e 14,9% no 1T21)
  • População desocupada: 11,9 milhões de pessoas (contra 12,0 milhões no 4T21 e 15,3 milhões no 1T21)
  • População ocupada: 95,3 milhões de pessoas (contra 95,8 milhões no 4T21 e 87,1 milhões no 1T21)
  • Nível da ocupação (percentual de ocupados na população em idade de trabalhar): 55,2% (contra 55,6% no 4T21 e 50,9% no 1T21)

Esta reportagem está em atualização.

The post Taxa de desemprego fica em 11,1% no 1º trimestre de 2022, diz IBGE appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web