Tesouro Direto: taxas de papel de inflação alcançam novo recorde; todos os prefixados oferecem juros acima de 12,20%

No décimo terceiro dia de conflito entre russos e ucranianos, investidores seguem monitorando a alta vertiginosa nos preços de commodities, como o petróleo, trigo, níquel e minério de ferro, por exemplo. Com a subida nas cotações de matérias-primas, várias casas vêm revisando as projeções para a inflação e para a Selic neste ano.

Apesar da piora no cenário macroeconômico, as opções de Copom negociadas na B3 apontam que há uma chance de 60% de que o Banco Central siga o plano de voo na reunião da semana que vem e eleve a taxa básica de juros em 1 ponto percentual para 11,75% ao ano.

Segundo os contratos negociados na B3, a chance de uma alta de 1,5 ponto pelo Copom na próxima quarta-feira (16) é menor: de aproximadamente 20%.

Destaque também para a notícia de que o Governo negocia com o Congresso um congelamento temporário nos preços de combustíveis pela Petrobras. A medida buscaria evitar o repasse da alta do petróleo no mercado internacional para os consumidores, o que poderia atrapalhar os planos de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Investidores seguem acompanhando ainda as discussões ativas dos Estados Unidos com governos europeus acerca de uma possível proibição de importações de petróleo e gás natural russos.

No Tesouro Direto, os títulos públicos apresentam mais um dia de alta nas taxas. Entre os papéis prefixados, os juros avançam até 17 pontos-base (0,17 ponto percentual). A razão é que esses títulos são mais sensíveis a mudanças na política monetária.

Pelo segundo dia seguido, todas as taxas dos prefixados estão acima de 12% ao ano. O destaque está no Tesouro Prefixado 2025, em que o juro subia de 12,24%, na sessão anterior, para 12,36%, às 9h25 de hoje.

No mesmo horário, o retorno entregue pelo papel prefixado com vencimento em 2029 era de 12,26% ao ano, frente aos 12,09% vistos ontem.

No caso dos títulos atrelados à inflação, o juro real oferecido pelo Tesouro IPCA + 2026 batia novo recorde: 5,71% ao ano, acima dos 5,66% registrados um dia antes. Tal papel passou a ser negociado em fevereiro de 2020.

Confira os preços e as taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto que eram oferecidos na manhã desta terça-feira (8):

Taxas Tesouro Direto
Fonte: Tesouro Direto

Radar externo

Na cena internacional, o mercado acompanha a notícia de que a União Europeia pode fazer uma emissão conjunta de bônus, numa tentativa de minimizar os efeitos econômicos da invasão russa à Ucrânia. As informações são da Bloomberg.

De acordo com a agência, a UE deve apresentar ainda nesta semana seu plano para financiamento de gastos com energia e defesa em meio ao conflito no leste do continente. O dinheiro levantado com a venda de títulos deve ser distribuído a países do bloco em forma de empréstimos, segundo apuração da Bloomberg.

Atenção também a dados econômicos vindos da Europa. O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 0,3% no quarto trimestre ante o terceiro trimestre de 2021, de acordo com leitura final divulgada hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

O resultado confirmou estimativas preliminares e veio em linha com a previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. Na comparação anual, o PIB do bloco teve expansão de 4,6% entre outubro e dezembro, também confirmando as prévias e as expectativas.

A Eurostat, porém, revisou ligeiramente o avanço do PIB da zona do euro no fechamento de 2021, de 5,2% para 5,3%.

Atenção também para as commodities. Por volta das 9h30 de hoje (horário de Brasília), o petróleo do tipo Brent avançava 2,95%, a US$ 126,83, enquanto o WTI subia 2,67%, a US$ 122,70.

Preço dos combustíveis

Com a subida no preço do petróleo, o mercado monitora as discussões em torno de medidas que tentam frear o repasse aos consumidores brasileiros. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara, defendeu que o governo adote medidas para impedir a alta dos combustíveis e disse ver com simpatia a criação de um subsídio temporário.

Segundo a reportagem, Lira cobrou que o Senado se posicione sobre o PLP11, que muda o cálculo do ICMS sobre os combustíveis. O presidente da Câmara também defendeu que o governo mantenha a política de preços da Petrobras.

A avaliação feita no Planalto é de que o Governo precisa agir. Se seguir com a atual política de preços da Petrobras, que resultaria em reajuste da ordem de 30% nos preços dos combustíveis, isso poderia sacrificar a reeleição do presidente, segundo reportagem do Valor Econômico.

Leia mais
Dividendos da Petrobras (PETR3;PETR4) poderiam financiar subsídios para combustíveis por seis meses, diz Morgan Stanley

Mas a missão não será fácil. Matéria do jornal O Estado de S.Paulo afirma que o conselho da Petrobras pode ser obstáculo para proposta de congelamento de preços. Isso porque será preciso ter a aprovação do Conselho, o que dificilmente deve ocorrer, segundo apuração do jornal.

Calculadora de renda fixa
Baixe uma planilha gratuita que compara a rentabilidade dos seus investimentos de renda fixa: send Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados. check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso. error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Tesouro Direto: taxas de papel de inflação alcançam novo recorde; todos os prefixados oferecem juros acima de 12,20% appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web