Vittia Fertilizantes (VITT3) lucra 17,6% a mais no 4º trimestre

A Vittia Fertilizantes (VITT3) registrou lucro líquido de R$ 42,8 milhões no quarto trimestre de 2021, alta de 17,6% na comparação anual.

A empresa explica que o resultado “refletiu o período positivo para a agricultura brasileira e para o mercado de insumos agrícolas”.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 47%, totalizando R$ 60 milhões, sendo o principal fator o aumento por incremento de vendas e consequente do resultado bruto.

Já a margem Ebitda ajustado atingiu 22,1% no período, alta de 1,5 p.p. frente a margem registrada em 4T20.

A receita líquida somou R$ 271,3 milhões entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 36,6% na comparação com igual etapa de 2020.

O lucro bruto totalizou R$ 94,6 milhões no 4T21, alta de 32,7% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

A margem bruta foi de 34,9% no quarto trimestre de 2021, baixa de 1 ponto percentual em relação ao mesmo trimestre de 2020.

Mais sobre o balanço da Vittia Fertilizantes (VITT3)

As despesas operacionais somaram R$ 44,2 milhões no quarto trimestre de 2021, avanço de 28,3% na comparação ano a ano.

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 3,3 milhões no último trimestre do ano passado, um aumento de 153% frente às perdas financeiras de igual etapa de 2020.

A Vittia investiu R$ 52,1 milhões no ano passado, redução de 8,5% na comparação com o ano de 2020. A redução é reflexo das conclusões das etapas de alguns projetos.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 155,3 milhões no final de dezembro de 2021, redução de 21,1% em relação ao mesmo período de 2020.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,01 vez em dezembro/21, queda de 0,80 vez em relação ao mesmo período de 2020.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

The post Vittia Fertilizantes (VITT3) lucra 17,6% a mais no 4º trimestre appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web