Zelensky pedirá mais ajuda à Ucrânia em discurso ao Congresso dos EUA

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fará nesta quarta-feira (16) um apelo urgente ao Congresso dos Estados Unidos por mais ajuda no combate à invasão da Rússia ao seu país, que tem trazido morte e destruição e já causou uma onda de mais de 3 milhões de refugiados pelo mundo.

O discurso virtual de Zelensky aos membros da Câmara dos Representantes e do Senado, marcado para as 10h (horário de Brasília), será feito um dia após o presidente ucraniano fazer um apelo ao Parlamento do Canadá por mais sanções do Ocidente contra a Rússia e pela imposição de uma zona de exclusão aérea sobre a Ucrânia.

“Não estamos pedindo muito. Estamos pedindo Justiça, um apoio real”, disse Zelensky aos parlamentares canadenses. O ucraniano tem buscado apoio nas últimas semanas em vários discursos para o público estrangeiro, inclusive nos Parlamentos europeu e britânico.

Leia também:

Uma zona de interdição de voo é um passo que o presidente dos EUA, Joe Biden, e seus aliados da aliança militar Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) resistem em adotar por medo de uma escalada da guerra, que começou no fim de fevereiro.

Biden sancionou na terça-feira (15) a lei que dá US$ 13,6 bilhões em ajuda de emergência à Ucrânia para ajudá-la a obter mais armamento e assistência humanitária (mais de R$ 70 bilhões na cotação atual).

O presidente americano também proibiu importações de petróleo e energia da Rússia e pediu a suspensão do status comercial preferencial dado ao país, o que proporciona tarifas mais baixas a produtos russos exportados.

Apoio de republicanos e democratas

O apoio à Ucrânia é um raro exemplo nos EUA em que republicanos e democratas se alinharam em um Congresso fortemente dividido, com legisladores de ambos os partidos incitando Biden a ir mais longe na ajuda à Ucrânia. Há algum apoio bipartidário até para o envio de aviões de combate para a Ucrânia.

O líder republicano do Senado, Mitch McConnell, disse na terça que não espera que Zelensky peça o envolvimento direto dos EUA ou uma zona de interdição de voo, o que poderia exigir que as forças da Otan disparem contra aeronaves russas.

“Mas há muitas armas que são extremamente eficazes para controlar o ar”, disse McConnell, citando aviões de guerra que a Polônia se ofereceu para fornecer à Ucrânia.

O discurso será transmitido ao vivo, ao contrário de uma conversa particular que Zelensky teve no dia 5 com parlamentares americanos, quando ele fez um apelo para que aviões ajudassem a Ucrânia a resistir aos ataques aéreos da Rússia.

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que mais de 3 milhões de pessoas já fugiram da guerra na Ucrânia, principalmente mulheres e crianças, e estão buscando segurança nos países vizinhos, sobretudo na Polônia.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender: send Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados. check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso. error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Zelensky pedirá mais ajuda à Ucrânia em discurso ao Congresso dos EUA appeared first on InfoMoney.

Desenvolvido por Direto na Web